Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial
















































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •


O Brasil em transe e a ausência de penetração da crítica


De olhos vidrados, quem imagina a sociedade brasileira está em transe político

24 de julho de 2017, Bruno Lima Rocha

Introdução

Circula um debate entre a esquerda brasileira onde o eixo da polêmica é a “ausência do povo na rua”. É óbvio que a capacidade de mobilização das camadas mais humildes de nossa sociedade está muito distante de um mínimo patamar necessário para a defesa dos direitos coletivos. Por outro lado, a crise brasileira contemporânea passa pela explosão mobilizadora de 2013, o abismo ideológico que não avançou no período de maior crescimento econômico (2003-2014) e a ascensão da chamada “nova direita”, ou o pensamento conservador transformado em ação política através da internet brasileira. Neste breve artigo, debatemos o país em transe e apontamos uma das possibilidades de trabalho de inserção social e disputa ideológica mais urgente, a partir das entranhas da base de nossa injusta e absurda pirâmide social. 


ler •
• voltar

enviar •



Moro condena Lula, a disputa pela agenda pré-2018 e o múltiplo conflito


Um jogo de múltiplos agentes coletivos e alguns protagonistas individuais

22 de julho de 2017, Bruno Lima Rocha

Introdução deste cenário complexo

O relatório na CCJ terminou reprovado por 40 a 25, com o governo emplacando o substitutivo por placar de 41 a 24. Considerando que o Jaburu trocou 20 membros ao longo da montagem da Comissão para apreciar a denúncia, então está parelha a coisa em plenário. Assim, durante o curto recesso do Congresso nesta segunda quinzena de julho, observamos as manobras de aproximação e afastamento entre Michel Temer e o deputado federal Rodrigo Maia (DEM/RJ). Simultaneamente, o racha da direita aumenta, com a base de Temer apontando as baterias contra a Globo e apoiando, tacitamente, a correta ofensiva da Record. No caminho inverso, o ex-secretário de Segurança de Quércia e Fleury Filho, é o alvo permanente da emissora líder. As razões – ou as possíveis motivações – constam de tese desenvolvida por Luis Nassif, a qual este analista corrobora. O alvo simultâneo do telejornalismo em rede nacional, aborda tanto o ex-presidente Lula e a condenação sem provas cabais por Sérgio Moro, como termina fazendo discurso de apoio às leis regressivas e retirada de direitos através da contrarreforma ou restauração burguesa levadas a cabo no Brasil pós-golpe. São rodadas múltiplas de um cenário que ultrapassa o binarismo.


ler •
• voltar

enviar •



Ditadura de classe, golpe branco e o início do fim dos direitos sociais no Brasil


O início dos ataques recente ao mundo do trabalho começaram em 2015

12 de julho de 2017, Bruno Lima Rocha

O momento político brasileiro caracteriza a ditadura de classe no país e é uma aula explícita do ato de legislar em causa própria, logo, atendendo o próprio interesse.  A representação através da democracia indireta é desde as chamadas “revoluções liberais inglesas” (como a de 1648 e a invasão de 1688) o instrumento político da ascensão de uma classe. Parece manual de política, e é. Vejamos o exemplo no Brasil atual.  


ler •
• voltar

enviar •



O Brasil na encruzilhada: a denúncia na CCJ e o compadrio oligárquico do Jaburu

Pactos e acórdãos inconfessáveis para tentar salvar um governo ilegítimo



6 de julho de 2017, Bruno Lima Rocha

Como afirmei na última análise de conjuntura, a velocidade dos fatos e o ritmo de relaxamento de prisões e encarceramento de operadores na atual fase da Lava Jato não nos permitem uma avaliação de maior fôlego.  No primeiro texto após a denúncia feita pelo procurador geral Rodrigo Janot tendo ao presidente Michel Temer como alvo eu comentei o absurdo das reclamações atuais contra o poder discricionário da Força Tarefa. Sempre critiquei tal poder e digo que observo o emprego de Lawfare – em escala internacional – tendo o país (o Estado brasileiro) como alvo. Hoje, abunda um festival de hipocrisia institucional.  Quem aplaudia condena e quem condenou se cala. Neste breve texto, observamos outro dilema: a denúncia da PGR esbarrando no compadrio com base na canela do Executivo, residindo no Jaburu. 


ler •
• voltar

enviar •



Análise inicial após a denúncia do PGR tendo Michel Temer como alvo

24hsnews

O presidente ilegítimo e seu algoz voluntário

28 de junho de 2017, Bruno Lima Rocha

É muito difícil neste momento não cair em redundâncias ou lugar-comum. O imponderável ainda "prepondera" e a capacidade de fornecer munição política através de denúncias jurídicas tem uma dimensão incalculável, ao menos enquanto a composição da equipe da Lava-Jato estiver articulada e tendo Rodrigo Janot à frente. Antes de entrar em predição  das manobras políticas e jurídicas, vamos interpretar de forma sucinta os constrangimentos estruturantes que incidem sobre a realidade brasileira da segunda década do século XXI. 


ler •
• voltar

enviar •





Revisitando Aníbal Quijano e a colonialidade do poder na América Latina »

Após a votação no TSE, aumentam as chances de Temer seguir no cargo até as eleições de 2018 »

Análise do curtíssimo prazo após a repressão de 24 de maio de 2017 »

Análise de conjuntura da crise política após os dois pronunciamentos de Michel Temer »

Análise da crise política ao calor do momento »

O monstro está solto e a saída domesticada também: uma análise de conjuntura do momento político brasileiro »

As distintas agendas da política: fim da Nova República e leis regressivas através de um governo ilegítimo »

Ausência de ideologia de câmbio e a base para a guinada à direita »

A tragédia de Saco e Vanzetti e a greve dos Municipários de Cachoeirinha – lições e fantasmas ressurgindo »

A projeção ideológica da Operação Lava Jato na América Latina »

Elogios internacionais para o Procurador Geral e a Força Tarefa “pró-mercado” »

Luta ideológica, identidades coletivas e anti-imperialismo »

A ex-esquerda caiu por sua derrota ideológica »

Os ataques sofridos em escala internacional pelas empresas líderes da engenharia brasileira: uma análise por esquerda »

Viralatismo e entreguismo midiático e as TVs internacionais »



ver todos »