Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

O lixo do lixo em Porto Alegre - 1


Mui leal e valorosa, a prefeitura de Porto Alegre sob o comando de fato de Clóvis Magalhães, frita seu homem no DMLU para não ser cozinhada nos inquéritos abertos e com investigação em andamento.



O pedido de afastamento do o diretor-geral do DMLU, Garipô Selistre, é atual etapa da luta pela cartelização da coleta dos resídudos sólidos, vulgo lixo, na cidade de Porto Alegre. Não vamos nos deter a dar informações pormenorizadas, mesmo porque tem página especializada no tema. Maiores curiosidades e referências podem ser vistas na página Máfia do Lixo, do sindicato patronal Abrelpe e do movimento popular organizado na questão, o MNCR. O que nos interessa começar a debater aqui é a cartelização desta concessão de serviço público e o modus operandi das mega-empresas contra a categoria de catadores, carrinheiros e carroceiros.

O país das empreiteiras também é o das empresas terceirizadas de limpeza urbana. Na ausência do Estado, até porque o ente estatal nunca esteve presente na totalidade da malha urbana, grandes corporações se unificam e promovem licitações tipo-padrão, onde de tão exigentes, somente as empresas do próprio cartel podem atender. Na forma de concessão publica, verificamos simplesmente acumulação direta de dinheiro público super-faturado. Isto, justo numa área onde a economia social poderia prevalecer sobre a idéia de serviço terceirizado. Os mais pobres das cidades nacionais realizam, e quase de graça, a coleta e início da reciclagem das poucas matérias primas que as cidades modernas produzem. Ou seja, lixo.

Este, de nome lixo, mas de conceito riqueza, é uma área de disputa tão pesada quanto as empreiteiras ocupam as licitações do muito questionado Ministério dos Transportes. Mesmo com todas as exigências sócio-ambientais, o controle social da reciclagem é uma chance real de exercício de democracia direta em estrutura econômica parcialmente cooperativada. Na outra ponta desta contenda, um cartel dotado de grande capacidade operacional, capilaridade nos altos escalões da administração pública municipal e com trajetória pesada. Vide, Toninho do PT em Campinas e Celso Daniel em Santo André.

A cartelização dos serviços públicos implica algumas alianças até 10 anos atrás inimagináveis. Me refiro aos contratos da prefeitura de São Pauo, onde abusando da crise de paradigmas, a ex-prefeita Marta Suplicy fecha mega-licitação suspeitíssima. Vemos uma disputa em 3 partes:

- setores excluídos organizados, peleando na interna entre o assistencialismo de diversas ONGs e cooperativas e a concepção de movimento popular, encabeçada pelo MNCR

- empresas de médio e pequeno porte, pessoas jurídicas que preferem operar no loteamento e nos contratos emergenciais

- na ponta direita, o cartel com sindicato patronal, pessoas físicas e consultorias especializadas, interpenetrando autoridades e altos mandos dos grandes municípios brasileiros.

Cenário complexo, fedendo, e muito.

enviar •
imprimir •






« voltar