Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

Breve análise comparada da “esquerda” latino-americana - 1


O fator mobilização popular é essencial para aprofundar a democracia e as conquistas populares. Não fosse a atividade de blocos piqueteros como os do MUP argentino e o país não teria saído da crise das máfias menemistas.



A pressão essencial nas democracias latino-americanas é por aumento do exercício do poder direto, também chamado de poder popular. Embora seja um conceito com várias interpretações, esta meta soma a pauta reivindicativa com o exercício de outras formas de gestão da sociedade. Óbvio que nada disto passa ao largo do Estado.

Mesmo quando sendo ignorado, o poder estatal está presente combatendo, como na Colômbia “democrática”. Um dos frutos indiretos desta forma e meta de luta acaba sendo a eleição de governos de “esquerda”, como é o caso atual de Venezuela, Uruguay, Brasil, Argentina, Bolívia e Chile. Entendam, em alguns casos, a lógica eleitoral leva ao efeito indireto. Este é o exemplo dos governos de Chávez, Morales e até o de Kirchner. Nos outros casos, a vitória eleitoral não foi fruto de ativismo social mas sim de desmobilização popular.

Dento deste padrão mobilizador, vemos duas pautas presentes, típicas das demandas do poder popular. Uma delas é a idéia de nação muito presente, e a conseqüente demanda por aumento de soberania e controle dos recursos naturais e econômicos. A outra, é a divisão de renda pura e simples. “Apelidados” pelos sábios de populistas, com mais ou menos carisma, os governos citados, eleitos democraticamente para isto, se vêem emparedados por seu próprio eleitorado - ainda devidamente mobilizado - e exigindo estas pautas nas ruas. Estivessem estes eleitores em casa e nada aconteceria, nem moratória da dívida Argentina, nem nacionalização da PDVSA ou do gás boliviano, tampouco luta por frentes de trabalho, reivindicação básica que ancora o governo de Kirchner.

No caso brasileiro, o futuro e provável WO eleitoral, aparenta um horizonte de marasmo popular.

enviar •
imprimir •






« voltar