Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

Ricardo Teixeira e a janela de oportunidade

ROBSON FERNANDJES/AGÊNCIA ESTADO – origem: Brasil247.com

O ex-Imperador Ricardo Teixeira viu-se emparedado pelas relações duras com o Planalto e a hiper-exposição na FIFA após as investigações do jornalista Andrew Jennings.Leva a fortuna amealhada nestes anos de esforço consigo e deixa um malufista em seu lugar.

16 de março de 2012, da Vila Setembrina, Bruno Lima Rocha

Ricardo Teixeira resignou no dia 12 de março e isto é motivo de comemoração comedida. A troca de presidente não altera as estruturas de poder que governam o esporte profissional espelho da cultura popular brasileira. O ex-genro de João Havelange (e ainda seu protegido) renunciou ao magnânimo posto sobre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) diante de forças superiores e múltiplos ataques, incluindo a perda de espaço na FIFA e o enfraquecimento de sua posição diante da realização da Copa do Mundo de 2014; incluindo a hostilidade do Executivo, não repetindo Dilma o comportamento de Lula para com ele.

enviar •
imprimir •

Ao analisar as correlações de força do futebol competitivo brasileiro, chegamos a algumas certezas conceituais. Uma delas trata da dominação estrutural de dirigentes semi-profissionais que terminam por fazer do maior espetáculo nacional sua forma de vida através de renda não declarada. Outra enfrenta a passividade do governo anterior – e do atual – que emparedou o todo poderoso Teixeira em função da mídia internacional e da FIFA e não por lealdade ao programa original da campanha de 2002. A terceira certeza afirma ser o futebol uma indústria governada de fato pelas duras regras da economia política. Nestas os agentes hegemônicos ditam os padrões técnico-produtivos, como a exigência de elenco grande para atender o calendário múltiplo; estabelecem as barreiras à entrada de novos agentes, como as verbas advindas dos direitos de transmissão, onde Corinthians e Flamengo ganham mais que os demais membros da primeira divisão; e reforçam vínculos político-institucionais que blindam os possíveis réus-cartolas. Assim procedeu na CPI da CBF-Nike, quando até o livro que dela saíra teve a edição apreendida.

A mudança de elites dirigentes é sempre positiva quando a estrutura dominada é injusta e a alteração foi fruto de lutas prolongadas (a exemplo de paladinos como o jornalista Juca Kfouri), denúncias recentes (vindas do escocês Andrew Jennings) e nova organização social (como a Associação Nacional de Torcedores). Mas, apenas esta alteração não muda a natureza da instituição. É preciso modificar o processo decisório e aumentar o nível de participação. Saiu Ricardo Teixeira e entra José Maria Marin, um cartola com trajetória no malufismo. Por sorte Marin não é nada legítimo diante dos pares e pode – e deve - vir a cair antes da Copa de 2014. Talvez seja esta a janela de oportunidade tão esperada para transformar as relações de poder que governam a paixão nacional.

Este artigo foi originalmente publicado no blog do jornalista Ricardo Noblat






« voltar