Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

A interna tucana e o PFL de São Paulo
"O PSDB tem candidato a presidente. O PFL tem candidato a governador. A crise do governo federal empurra um para o outro é a composição vai ser muito fácil. Se o PSDB não nos apoiar no Estado no primeiro turno, vai conosco no segundo turno", apostou o deputado federal Luiz Carlos Santos (PFL-SP).

Pertencem ao PFL tanto o vice-governador paulista, Claudio Lembo, quanto o vice-prefeito paulistano, Gilberto Kassab. Caso Alckmin tente o Senado e Serra a Presidência, o PFL assumiria o governo do Estado e da cidade de São Paulo. Segundo os pefelistas, o partido teria poder de fogo suficiente para bancar uma candidatura própria ao governo estadual. Esta sigla, entrando no espaço aberto do malufismo, jamais se atreveu a disputar o Palácio dos Bandeirantes.

Correndo por fora, está o presidente da Associação Comercial de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, que foi candidato a presidente da República pelo PL, em 1989, mas que se afastou da vida eleitoral no ano seguinte. Naquele ano, entrou como azarão, quase emplaca com o dinheiro do capital estrangeiro, mas no fim caiu no ostracismo. Talvez Afif represente, de fato e de direito, sua classe na eleição para o governo da “locomotiva do país”.

A possibilidade desta aliança, ainda em 1º turno é dura. Isto em função da interna dos tucanos em São Paulo. A possibilidade de o PSDB apoiar o PFL na eleição estadual é muito remota. Disputam a candidatura tucana, com o apoio de Alckmin, seus secretários Arnaldo Madeira (Casa Civil) e Emanuel Fernandes (Habitação). Com o apoio de Serra, o secretário de Governo Aloysio Nunes Ferreira Filho. Equilibrando-se entre os dois, o ex-ministro da Educação, Paulo Renato de Souza, e o vereador José Aníbal.

Paulo Renato tirou o time de campo quando Serra eliminou Jereissati na concorrência interna e derrubou a filha de Sarney, Roseana, com uma operação da PF. Alckmin vai fazer o possível e o impossível para não permitir que o carcamano da Móoca emplaque o governador enquanto ele corre para presidência. Aloysio Nunes tem o mesmo perfil de Serra, só é mais bruto. Agressivo, não exita em se utilizar de capangas e espionagem para ganhar suas disputas políticas. No governo Quércia, ele e seus amigos do MR-8 pemedebista, deitavam, rolavam, batiam, apanhavam e roubavam pra valer. Também pudera. Para vergonha nacional, ambos políticos foram exilados. Serra saiu correndo pro Chile e nunca deu um tiro. Já Aloysio Nunes, era da ALN e bastante operacional.

Pena que mudaram de lado. Não apenas de partido, mas de classe.

enviar •
imprimir •






« voltar