Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

Festival de oportunismo – depois a elite política reclama que não são levados a sério(crônica planaltina)

leiaopimentinha

A criatura que se traveste de produto e cuja produção é reforçar as relações desiguais e o esvaziamento da participação direta

26 de junho de 2013, Bruno Lima Rocha

Ontem em Brasília (25/06/13) foi visto mais um festival de oportunismo. A PEC 37, a mesma que veio do lobby dos delegados e era vista com simpatia pelos parlamentares, foi refutada em plenário. Também, com as galerias cheias e o discurso jacobino circulando, dificilmente alguém teria coragem de tentar aprovar uma Emenda que termina por favorecer a impunidade. Os mesmos que a aprovariam, fizeram fila para discursar em contra.

enviar •
imprimir •

No mesmo dia, Renan Calheiros (sempre ele, senador pelo PMDB/AL), tira da cartola uma proposta de passe livre estudantil a partir dos royalties do petróleo ou pré-sal. Ninguém sabe ainda ao certo, mas desse montante sairão recursos para as políticas de passe livre, ou ao menos, parte destas. Ainda na 3a 25 de junho, a ideia do bode na sala já está virando sarapatel. O STF se pronuncia contra a Constituinte Exclusiva e a Dilma disse que “não era bem assim”, era uma ideia para “pôr em debate”. Já a oposição, atendendo pelo neologismo de coxinhas da UDN ou do Tucanato, assume o palanque para exigir deste governo o que eles nunca fizeram e sempre votaram contra! 

 

Não é exagero nem empobrecimento do discurso. As elites políticas são os porta-vozes de si mesmas e dos grandes agentes econômicos. Abaixo, em outro nível decisório, circulam problemas secundários. No andar de cima, os caras só fazem alguma coisa quando os debaixo se movem. Complexificar a análise quando o que se vê é discurso redundante e gente correndo em disparada do miolo do problema, termina por ser uma manobra que coaduna com a verborréia inútil. O foco continua sendo arrancar políticas que reconheçam os direitos das maiorias por em cima da visão de lucro e do uso do Estado para manutenção da pirâmide social, agora dentro do modelo do Bismarckismo Tropical. Neste ano de 2013, a balança virou, e o jogo agora se joga primeiro na rua, e depois em gabinetes e corredores.

 

Obs: aos militantes que ainda acreditam na via eleitoral, escolham alguma sigla que não esteja no governo e seja da esquerda (PSTU,PSOL, PCO, PCR, PCB e se me esqueci de alguma, me desculpem). Não tem mais o que fazer nestas siglas e governo. É na rua que a gente vira o jogo! Para quem quiser ir além das urnas burguesas, a opção está dada e há 18 anos!

 






« voltar