Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

Ano novo, velha China - 2


A mais antiga classe dominante em governância no mundo está de olhos abertos para o Brasil.



É preciso ressaltar que este analista nada têm nem nunca teve em contra chineses. Muito pelo contrário. Estamos falando de políticas de Estado para Estado, e de elites dominantes para elites governantes. Particularmente, a relação com a cultura chinesa através de seus mais variados aspectos, nós a temos há mais de 25 anos.

Ressaltando a não-xenofobia destas notas analíticas, sigamos no tema. Vilar dos Teles, assim como toda a Baixada Fluminense, vê sua vocação econômica mudando e migrando ao sabor da maré dos distintos governos e mega-projetos para a região. Entra mudança e mudança, emancipação de distritos e assassinatos de prefeitos - como o de Belford Roxo, nos anos 90. Convivem com aeleição de ex-matadores e bicheiros para prefeitos de grandes cidades e uma violência estrutural manifesta também na recente chacina promovida pelo 15o BPM. Aroda da vida vai girando girando e a região não ganha rumo.

Enquanto isso, uma classe dominante reconverte-se e torna a existir depois de quase extinta. Contrabando ideológico, formas de permanência e convivência ressucitaram o mandarinato após a queda definitva de Mao Zedong. Embora o status de quadro do partido tivesse uma condição de privilégio perante a antiga sociedade de motivação sino-comunista, não havia essa mezcla rara e chinesa de Burocrata do Estado e ao mesmo tempo CEO de transnancional com capitais igualmente chineses. Até os mandarins se reconverteram para continuarem como classe dominante.

É uma ilusão inocente pensar que o volume de contrabando chinês em países como o nosso sejam apenas ações das tríades.Tanto assim não é que nos corrobora a estatísticado calçado; de cada 10 pares circulantes no Brasil três ou mais são fruto de sonegação fiscal ou contrabando falsificado.

Isto por mais que as máfias clássicas como este time aqui abaixo narrado: Sun Yee On / Bamboo Union / 14 K St. / Big Circle / Woo Federation / Seita Tong; dentre outras, sejam as grandes controladoras privadas ou terceirizadas dos portos e da costa de Fujian e Guangdong, assim como departe das remessas oficiais vindas de Hong Kong.

Segundo informes e relatos "vazados" pelo serviço de inteligência canadense, datados de 1997, o fluxo de imigração ilegal oriunda de Hong Kong no ano da reanexação foi uma ação conjunta de grandes tríades (como as organizações narradas acima) e o serviço de inteligência da China continental. O mesmo se dá, ainda que por via indireta, com o calçado brasileiro e sua concorrência.

Fica pois a pergunta: Onde estão as operações externas necessárias e pouco ou nada praticadas pela ABIN e a PF?! Cortam a verba da última e não capacitam as viúvas da guerra fria formadas na EsNI (agora com outro nome) para a tarefa urgente.

Enquanto isso, a loja carioca essa bate recordes de vendas, sem nem ao menos os donos terem a sensatez de contratar um estoquista por unidade. Os vendedores chegam a dormir nas lojas para darem conta de todo o trabalho. Carteira assinada pelo visto ainda dá urticária e a "culpa" é da carga trabalhista. Na outra ponta, populações como as da Baixada Fluminense vão convivendo com a violência e o sub-emprego estrutural de sempre.

De olhos abertos a renovada classe dominante chinesa e seus sócios das tríades miram ao gigante do Sul. Nosso 3o. maior parceiro comercial está de braços abertos para receber nossos produtos, desde que primários e com pouco ou nenhum valor agregado.

enviar •
imprimir •






« voltar