Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

Outra versão a respeito de meu artigo publicado - cujo tema é o " Mensalão" - e que aqui consta abaixo

Porto Alegre, 21 de novembro de 2013

Acabo de receber correspondência do gabinete do deputado federal pelo PSDB de MG, Eduardo Azeredo. Democraticamente exponho o argumento vindo de sua assessoria e, como me comprometi, o publico em minha página.

 

“Boa tarde, Bruno. Meu nome é Isabella e sou assessora de imprensa do deputado Eduardo Azeredo. Escrevo para corrigir uma afirmação que você fez em seu artigo publicado ontem no Blog do Noblat. Você diz que “o processo de formação de maioria através de remuneração regular foi inventado no governo tucano mineiro do hoje deputado federal Eduardo Azeredo, quando de sua campanha para a reeleição em 1998”. Se você se refere à ação penal 536, em andamento no STF, é preciso que se informe melhor sobre ela. Assim, peço sua atenção para alguns esclarecimentos.

 

enviar •
imprimir •

1) Nunca houve “mensalão”, que pressupõe esse “pagamento regular para formação de maioria”, em Minas Gerais. Isso sequer é cogitado na ação penal 536 – o que torna sua afirmação totalmente impertinente, incorreta e, eu diria, até injusta.  

Apenas completando,

2) As questões financeiras da campanha de 1998, das quais trata a referida ação, não estavam sob responsabilidade de Eduardo Azeredo – como pode ser atestado em documentos e depoimentos que constam dos autos.

 

3) A aquisição de cotas de patrocínio por estatais mineiras, também tratada na ação 536, não é da alçada de um governador de Estado e não houve a determinação ou aval de Azeredo para sua realização. Essas cotas se referem às despesas gerais de três eventos esportivos, que aconteceram efetivamente e continuam acontecendo até hoje. As estatais em questão (Comig, Copasa e Bemge) tinham total autonomia financeira e administrativa para deliberar sobre patrocínios.

 

4)No decorrer de todo este processo, Azeredo foi, sim, vitima de um falsário, que fabricou “recibos” e “listas”, cujas supostas autorias foram reiteradas vezes negadas. Este falsário já foi desmascarado, conforme noticiou a própria Folha, e está preso em Belo Horizonte por vários outros delitos.

 

Estou à sua disposição e do Blog.  Obrigada pela atenção

 

Isabella Tavares, Assessoria de Imprensa, Gab. Dep. Eduardo Azeredo, (61) 3215-3722”

 






« voltar