Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

O Bradesco e o governo de fato

Vamos reproduzir na íntegra a nota difundida ontem pelo Estadão on-line, de 7 de nov 05. Na seqüência vai o comentário e análise política do fato.

Lucro do Bradesco cresce 90%, para R$ 1,430 bilhão

São Paulo - O Bradesco registrou lucro líquido de R$ 1,430 bilhão no terceiro trimestre do ano, o que representa crescimento de 90,07% em relação aos R$ 752,394 milhões do mesmo período de 2004. O resultado acumulado nos nove primeiros meses do ano ficou em R$ 4,051 bilhão, com evolução de 102,3% na comparação com igual intervalo de 2004.

O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio foi de 36,5% no terceiro trimestre, contra 38,1% no segundo. A rentabilidade anualizada no período de nove meses ficou em 33,6%, contra 20% de janeiro a setembro do ano passado. No final do trimestre, o patrimônio líquido do Bradesco estava em R$ 18,262 bilhões.

A receita da intermediação financeiro atingiu R$ 8,533 bilhões, com expansão de 54,44% em relação ao terceiro trimestre de 2004. As despesas da intermediação financeira somaram R$ 4,035 bilhões, avançando 49,50%. Assim, o resultado bruto ficou em R$ 3,958 bilhões, subindo 40,11%.

As receitas de prestação de serviços somaram R$ 1,918 bilhão, com avanço de 31,91% em relação ao terceiro trimestre de 2004. O resultado operacional do banco cresceu 93,63% e alcançou R$ 2,250 bilhões de julho a setembro deste ano. Os dados são consolidados.

Silvia Fregoni “

Justiça seja feita, o lucro recorde do Bradesco é apenas a ponta do último fio de um longo novelo de . O sistema financeiro sempre lucrou, e muito no país. Mas, desde 1º de janeiro de 1995 até o dia de hoje, 8 de novembro de 2005, os bancos nacionais e estrangeiros, credores internacionais, os mandatários do FMI e os gigantescos fundos de investimento - como o Soros e seu ex-homem de confiança Armínio Fragasão os mandantes de fato do país. A capacidade do Estado governar está subordinada ao seqüestro do Tesouro Nacional.

Os bancos funcionam como um imenso aspirador de da economia real. Vão crescendo e sugando as energias de crescimento. Aumentam seu ativo de forma absurda. Caso a Banca privada fosse um Estado-Maior de fato ( é de direito), o Bradesco seria um dos homens fortes de governo. Não é fantasia, é a realidade do Governo do Copom, da economia digital e volátil e de um país que perde mais de R$ 2 bilhões de reais por dia entre pagamentos dos serviços da dívida e corrupção estatal-privada.

enviar •
imprimir •






« voltar