Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

O MST e a agenda política gaúcha


O promotor Gilberto Thums tomou à frente e deu a cara na mídia estadual como sendo o algoz do MST no Rio Grande



Bruno Lima Rocha

4ª, 02 de julho de 2008; Vila Setembrina da capital esquecida do Rio Grande antigo; Continente dos bravos do cacique Bagé; Liga Federal Artiguista

No Rio Grande a agenda política foi da corrupção estrutural para a ameaça do MST ao Estado de Direito. Na 5ª 26 de junho, o Programa Frente a Frente (TVE-RS) expôs o pensamento de um promotor que defende a dissolução do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. Gilberto Thums é o autor do voto-relatório, aprovado por unanimidade em reunião “de caráter confidencial” do Conselho Superior do Ministério Público do RS, realizada em 3 de dezembro de 2007. O relatório se apóia no “trabalho de inteligência” feito por dois promotores durante seis meses. Ali se constatava os vínculos com as FARC e o treinamento de guerrilha. Simultaneamente em 2007 a Polícia Federal investigou o movimento e concluiu o contrário.

Thums aponta em seu trabalho (16315-09-00/07-9) alguns encaminhamentos: desconstituição do MST como “movimento legítimo de reivindicação (Fls. 107); declarando-o ilegal e quebrando o vínculo com a Via Campesina e sua legitimidade em negociar com o poder público (Fls. 108-109); apontar uma equipe de promotores para promover uma Ação Civil Pública com vistas a executar as indicações acima, não havendo necessidade de investigar além do que foi apurado (Fls.110). O “segredo” acabou em 16 de junho, no auge da crise política, quando uma petição de 20 laudas contra o MST chega ao juiz da comarca de Carazinho e é despachada no mesmo dia. Anexados como provas para a denúncia, constavam o trabalho de Thums e um relatório do serviço reservado da Brigada Militar.

Esta “guerra fria” foi apontada pela editora de Opinião do Valor Econômico. Segundo Maria Inês Nassif, “O MPE aciona a Justiça usando um discurso ideológico; um juiz decide em favor da preleção dos promotores; a Brigada militar responde prontamente às ordens judiciais”. De sua parte, Gilberto Thums na entrevista televisiva elogiara a governadora Yeda Crusius, dizendo que “ela não prevarica, nunca desautoriza uma ordem da Justiça”.

No jogo real da política, a luta pelo controle da pauta define onde é o alvo da vez.

Este artigo foi originalmente publicado no blog de Ricardo Noblat

enviar •
imprimir •






« voltar