Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

Os 4 de Iguazú e o cramunhão espreitando o terreiro


A reunião de emergência revela problemas estruturais da diplomacia pouco integrada e a antecipação estratégica da dupla Chávez e Morales.



É inevitável para qualquer análise política um pouco mais séria e menos atrelada ao discurso oficial, de tipo pensamento único, a distinção entre as políticas energéticas e o acionar do Estado brasileiro.

Sim, é necessário recordar que atingimos a auto-suficiência em petróleo, mas esta veio, além do empenho e genialidade dos trabalhadores petroleiros da nação, também em função da queda de crescimento nos últimos 25 anos. A Petrobrás, como empresa estatal controlada por seu Conselho e administrada em uma soma de interesses mercadológicos, projeção do país, atendimento das exigências de grandes no setor e um pouco de política externa. A empresa estatal, de economia mista e controle semi-privado desenvolve lógica própria. Por vezes, muitas das vezes, à margem das projeções de interesse nacional.

Em artigo publicado aqui e antes no Noblat, expus de forma pausada e com intentos didáticos, como Chávez toma à frente do gigante deitado em berço esplêndido. E detalhe, a fonte deste crescimento, é justamente a PeDeVeSa. Não apenas ganhando o carnaval carioca, influenciando diretamente nas eleições em diversos países, mas bancando as obras de infra-estrutura e reconstruindo cadeias produtivas. Para liderar o bloco regional, além do esforço diplomático, do proselitismo midiático, é necessário bancar, matar no peito o prejuízo e tornar-se essencial para a vida e a morte dos parceiros.

Na reunião de emergência de Puerto Iguazú, os 4 presidentes trazem para a mesa de negociações uma pauta já firmada antes por Morales, e isso foi assinado na rua e com pacto de sangue.Conforme disse Chávez, e de forma acertada, o mandato de Evo é imperativo no quesito hidrocarbonetos. O interesse de Estado da maioria dos bolivianos foi contra o interesse da projeção sub-imperialista brasileira.

Chávez e Morales emparedaram Lula que por sinal tem de emparedar a Petrobrás. O que está em jogo vai além das eleições presidenciais brasileiras de 2006 e mesmo da reconversão industrial da matriz energética usada no país. O que está em jogo é a possibilidade real de bloquear o avanço de negociações unilaterais entre países hermanos e o Tio Sam. O momento é grave e necessita de vigor.

Como disse a Diadorim para Riobaldo:

“Carece de muita coragem companheiro, carece de muita coragem!”

enviar •
imprimir •






« voltar