Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

O modelo de desenvolvimento é a questão de fundo


É neste pedaço de mundo onde nosso país se encontra, estes são nossos vizinhos e aí está traçado tudo o que o Estado firmar como seu destino. Pouco importa a gritaria dos “especialistas”, o Brasil é um país latino-americano e aqui temos de apostar nossas fichas.



Ao contrário de outros colegas no campo mais à esquerda, onde orgulhosamente me incluo e finco bandeira, não morro de amores nem caio em muitas falácias dos líderes carismáticos. Mas, temos de reconhecer que, Chávez está hoje para a América Latina como o novo paradigma. Tanto para ser criticado como para ser superado. No interior do movimento bolivariano, existem setores muito mais à esquerda, críticos no que tange a corrupção e a burocracia, desconfiados das Forças Armadas venezuelanas e com uma projeção interessantíssima do Poder Popular.

Mas, o que devemos e temos de saber, é a distinção entre uma posição crítica e uma postura de “gorila”. O gorilismo, para os de pouca memória, era o setor das FFAA argentinas que não se alinhavam com o peronismo enquanto governo e potencial de mobilização popular. Lembremos todos, na postura gorila, vários setores da esquerda Argentina assim se posicionaram. A idéia de “gorilacaminha junto da massa de gusanos, isto nas levas de imigrados forçados. Ou seja, por mais que sejamos críticos a revolução cubana, massacrada por sua própria burocracia, ancorada no antigo e maldito PSP, depois PC Cubano, entidade que dava apoio a ditadura de Fulgencio Batista, nãodúvidas enquanto a autodeterminação dos cubanos perante o Império.

Um pouco mais ao sul, o mesmo se reflete. Enquanto o Mercosul faz água por sua excessiva informalidade e a panacéia brasileira, tipo malandragem low profile, várioschefes de Estado” tiram o seu da reta e assinam de forma unilateral O Tratado de Livre Comércio (TLC) com os EUA. Não podemos nos iludir, há muito de casuísmo e desespero nas assinaturas de gente como Uribe Vélez e Alejandro Toledo. Problemas de fundo existem na aproximação do oncologista Tabaré Vazquez e o TLC, crise com origens na indústria Papelera, trasladada para a Banda Oriental em função da cobiça e corrupção do governador de Entre Ríos, do outro lado do Rio Uruguay.

A questão da soberania nacional é uma necessidade de acordos com alguma equivalência de potencialidades são essenciais para um outro bloco econômico. No momento, o amplo e largo caixa da PDVSA segura as pontas e os rombos do Tesouro boliviano. Uma outra possibilidade, são as assinaturas de convênios triangulares com o dinheiro da Venezuela, alguns ramos produtivos de estados brasileiros e/ou províncias argentinas e a vinda de mão de obra cubana, muito capacitada e sub-aproveitada em função da falência da Ilha. O passo dado pelo governo boliviano de Morales, segue o caminho aberto pelas vias de fato com o Chavizmo da Venezuela. Se Humala sai vitorioso no Peru, está aberto o caminho para o Pacífico.

Enquanto a Petrobras é comandada por um Conselho de Administração com mentalidade de CEOs yankees, o destino da América Latina vai sendo traçado por los cholos e sua grandeza sábia de quem está cansado de ser o último a saber e o primeiro a perder.

enviar •
imprimir •






« voltar