Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

Polêmicas sobre as dissidências cubanas

Red Protagónica Observatorio Crítico

Esta marcha foi durante os desfiles oficiais do 1º de maio de 2010. Não há como afirmar que se trata de gusanos do Alpha66 o de opositores da direita digital como Yoani Sánchez. É oposição de esquerda, contra a burocracia e o stalinismo dos veteranos do 26 de julho que se uniram ao PCC ex-apoiador de Fulgencio Batista (apoio crítico....) e tentando brecar, de baixo para cima, a escalada chinese de linha Deng promovida por Raúl Castro. É dura a tarefa.

02 de fevereiro de 2012, da Vila Setembrina, Bruno Lima Rocha

Dilma Rousseff e Raúl Castro foram guerrilheiros no período da bipolaridade. O atual presidente de Cuba é de uma geração anterior, pioneira e heróica para a época, inspirando a presidente do Brasil e seus correligionários. A revolução cubana marcou a mudança de um período, estraçalhou com os Acordos de Yalta e a política de detenção e fronteiras ideológicas estabelecidas pelas duas superpotências, EUA e URSS. Hoje Cuba permanece com o regime de partido único e estrutura de Estado com dominação burocrática, economia planificada (ou tentando ser) e política de direitos sociais e distributivos. A ilha é uma fonte permanente de polêmicas e não vou refugar destas.

enviar •
imprimir •

A ex-militante da luta armada que não cantou ninguém quando presa nas masmorras de Sérgio Fleury viu-se diante de um problema. Numa ação midiática muito bem executada, a conhecida blogueira Yoani Sánchez chama a atenção do Itamaraty tentando pôr a chancelaria cubana e brasileira em saia justa. Não funcionou, pois Dilma esquiva-se do ponto da polêmica, relativizando o fato de que os direitos humanos são afrontados em todos os países (a começar pela imundície do sistema carcerário brasileiro), assim como o atentado contra a soberania, tais são as aberrações jurídicas da prisão e base estadunidense em Guantánamo e a presença inglesa nas Malvinas.

O problema desta relativização é mais uma vez evadir da polêmica real. Cuba é um regime fechado e se aproxima a cada dia da fórmula chinesa, onde há liberdade de mercado e ditadura política. Na ilha de Camilo Cienfuegos, há dissidentes e estes não são necessariamente mafiosos gusanos residindo na Florida (e apoiando a extrema-direita republicana). Digo mais, a parte majoritária da oposição cubana não é pró-EUA, não é liberal e uma parcela considerável está dentro do Partido Comunista de Cuba, na chamada linha crítica e no setor católico. Outra parte considerável (e esta sim perseguida) prega a democracia participativa e pode ser vista através da publicação Red Protagónica Observatorio Crítico. Uma preocupação constante deste último setor é desmarcar-se das viúvas de Fulgencio Batista e desassociar a liberdade política com a selvageria de “livre” mercado.

Não há novidade neste texto e sim a denúncia de ocultação. Infelizmente as informações aqui presentes, embora tenham circulação no pensamento latino-americano, simplesmente desaparecem da cobertura internacional da mídia brasileira. A quem interessa associar a oposição cubana somente aos gusanos de Miami?

Este artigo foi originalmente publicado no blog do jornalista Ricardo Noblat






« voltar