Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

A Adaga – boletim eletrônico do portal Estratégia & Análise - Introdução


Tal como as montoneras federalistas argentinas, este boletim não se inibe com falsas idéias de progresso e devastação. Desenganamos a morte da falsa norma, afirmando ser a anomalia social advogada pelo pensamento pretensamente único, nada mais do que falsa premissa e ainda piores promessas nunca cumpridas.



1º de Junho Boletim No. 13, 2ª Fase, Ano 2, ISSN 0033-1983

Vila Setembrina dos Farrapos traídos em Porongos; Gran Porto Alegre

Apresentação – da edição enviada na madrugada de sábado para domingo último para mais de 12.000 endereços eletrônicos e uma centena de listas de discussões

Inicio este boletim bilíngüe comentando algo que ocorreu há pouco tempo. Aliás, há pouco mais de 24 hs, ontem, em sala de aula, durante um debate do curso que ministro de Estratégias de Comunicação & Política. Comparando o dever ser com a versão rodrigueana da vida, “a política como ela é”, todos em aula nos demos conta de duplo discurso. Um, é o da suposta norma, e é subalterno. Na concretude das ações que levam a CPIs sem fim e gente e estruturas locupletando-se através do controle parcial do Aparelho de Estado terceirizado, a norma é outra. Assim, aquilo que chamamos de anômalo, não é. É a norma real embora velada.

Isto vale em diversas escalas. Vejam bem, a norma real do marco política brasileira analisada de forma singela e quase descritiva. Ao contrário do que proclama a cartilha neoliberal, a função estatal é de servir como fonte de acumulação e desvio de recursos. O governo de turno opera dentro do pacto de continuidade, que por sinal é um tema recorrentemente abordado por este portal e boletim. No caso dos governos estaduais, a situação é a do chamado domínio de enclave, e nesta escala se dão as disputas e fraudes dos consórcios político-eleitorais. A “moral do banqueiro veneziano ou genovês” se expressa na forma concreta, naquilo que transformaram o “gigante adormecido de América”.

O país tem três pólos, sendo o governo da União o fiador da dívida e da política econômica. Atua para dentro das fronteiras de uma forma semelhante que o sistema financeiro age no ambiente da ciranda digital globalizada. Se esta não for a plataforma, os alicerces da análise de conjuntura apontando traços estruturantes no Brasil, tudo não passa de fantasia. É como a verba destinada para o SUS, conquista de direitos históricos vilipendiados pela DRU e o caixa único sob controle de um banqueiro. Ou se cumpre a destinação original de 30% da seguridade social brasileira para o maior sistema de saúde público do mundo, ou o SUS e seus “usuários” viverão orando para não morrerem por abandono. Falando em “usuários”, clamo aqui aos antepassados desta parte do Sul do Mundo, clamando de volta a norma chula pero sincera da língua. Isto porque, digam-me ó vendedores de livros de auto-ajuda empresarial, tu linguajar do gerencialismo, Maldición del Malinche pós-moderno, quando nós deixarás em paz?

Recordando ao pajador oriental de Cerro Largo, território da Liga Federal de los Pueblos Libres, el Gaúcho Carlos Molina, nos ensinou esta maledicências na forma de uma copla de expurgo das idéias de outros.

“Como me han basteriao los desengaños

hoy ya vengo pegando la “sentada”

si usted quiere ser güey siga el surco

yo elijo el descampao y no la marca”

enviar •
imprimir •






« voltar