Estratégia & Análise
ISSN 0033-1983
Principal

Artigos

Clássicos da Política Latino-Americana

Coluna Além das Quatro Linhas

Coluna de Rádio

Contenido en Castellano

Contos de ringues e punhos

Democracy Now! em Português

Democratização da Comunicação

Fale Conosco

LARI de Análise de Conjuntura Internacional

NIEG

Original Content in English

Pensamento Libertário

Publicações

Publicações em outros idiomas

Quem Somos

Sobre História

Sugestão de Sites

Teoria



Apoiar este Portal

Apoyar este Portal

Support this Website



Site Anterior




Creative Commons License



Busca



RSS

RSS in English

RSS en Castellano

FeedBurner

Receber as atualizações do Estratégia & Análise na sua caixa de correio

Adicionar aos Favoritos

Página Inicial




































































































































































































































































































































































































































































































































































































" target="_blank">



















































































































































































































































]> &acunetixent; " target="_blank">

























































































prompt(941983)" target="_blank">





































































































































































































































































































































Artigos •
Para jornais, revistas e outras mídias •

O governo dos banqueiros

Quando se governam para os bancos.....

Retiramos essa matéria parcial da Agência Carta Maior. Não nos parece importante repetir o óbvio e afundar os leitores de números e estatística. Nos cabe interpretar o tamanho dos números, e apresentar raciocínio político sobre os mesmos. Os dados da nota são impressionantes:

“Entre as três maiores instituições financeiras privadas do país, o campeão de rentabilidade foi o Itaú, com 35,6% no primeiro semestre. Em segundo lugar vem o Bradesco, com 34,9%, e em terceiro o Unibanco, com 21,4%.

Já os três maiores conglomerados financeiros norte-americanos têm registrado rentabilidade abaixo de 20% em 2005. Enquanto o Citigroup divulgou um índice de 18% no segundo trimestre do ano, o JP Morgan Chase anunciou 19% no primeiro semestre, e o Bank Of América, 18% nesse mesmo período. Esses três grupos estão entre as cinco maiores instituições financeiras do mundo.

O que chama atenção é que a diferença a favor dos brasileiros está aumentando nos últimos anos. Segundo a consultoria Economática, em 2003 a rentabilidade média dos bancos norte-americanos chegava a 14%, enquanto a dos brasileiros era pouco superior, de 17%.

Mais crédito?

A ampliação do volume de crédito foi mesmo o grande destaque da primeira metade do ano. Sem considerar avais e fianças, a carteira de crédito do Bradesco, por exemplo, alcançou R$ 69,7 bilhões no primeiro semestre, com crescimento de 11% nos últimos seis meses.

O volume de crédito desse banco para pessoas físicas passou de R$ 17,8 bilhões para R$ 26,8 bilhões, puxado pela modalidade de crédito consignado para aposentados e pensionistas, cujo risco é “quase zero”. Não é à toa que a rentabilidade do Bradesco subiu quase 80% sobre o dado do ano passado – de 19,4% para os atuais 34,9%. “

Resta saber qual é o índice da inadimplência dos correntistas brasileiros. E, qual o volume do crédito que é destinado para desenvolvimento econômico a partir de iniciativas populares. Fica uma dúvida. O Bradesco ao ganhar a concorrência para o Banco Popular (postal, via ECT) ficou comprometido aa abrir linhas de créditos paras classe C, D e E?! Claro que não, isto porque.....

....São os banqueiros quem governam.

enviar •
imprimir •






« voltar